Compartilhe!

gestao-de-pessoas

A época atual, como se sabe, vem sendo marcada por grandes e rápidas mudanças. A tendência mundial hoje aponta para a transculturaralidade e a transnacionalidade como decorrência do processo de globalização. No mundo das empresas, o ser humano caminha para deixar de ver a organização em que trabalha como um mecanismo onde é apenas uma peça. A empresa, por sua vez, passará a tratá-lo como um indivíduo cujas potencialidades precisam ser descobertas. Tanto pela força da situação econômica do País quanto pelas mudanças ocor
ridas nas empresas em nível mundial, o profissional de recursos humanos deverá apresentar no final desta década um perfil bastante diferente. Líderes de organizações de todo o mundo estão debatendo a natureza mutável do trabalho. Já não se pode permitir que os caprichos do mercado de trabalho determinem quem sai e quem fica na empresa.

Os setores de pessoal transformaram-se em departamentos e diretorias de Recursos Humanos. Atividades de recrutamento e seleção, treinamento, atendimento médico, segurança e higiene e, concessão de benefícios, antes rudimentares, passaram a constituir tarefas de grande visibilidade e prestígio nas empresas.

Redigem-se manuais de direitos e deveres dos empregados, descrições de funções; elaboram-se planos de carreira e procede-se á avaliação de mérito dos funcionários; enfatizam-se os programas de sensibilização de executivos, através de métodos de dinâmica de grupos, que se destinam a preparar os dirigentes para mudanças culturais, melhorar os estilos de chefia e resolver conflitos.

Sendo uma empresa operada e controlada por pessoas, elas devem ser estimuladas e motivadas para controlar a qualidade de tudo o que é feito. Assim, o homem é o elemento fundamental da sobrevivência da empresa, ao agregar no seu trabalho o entusiasmo, suas potencialidades criativas e de solução de problemas. Portanto, o capital humano é tudo aquilo que o homem é capaz de criar e produzir dentro de sua capacidade de ação (qualificação do indivíduo que poderá ser melhorada pela empresa).

Trabalhando num ambiente com excelente qualidade de vida, boa segurança e com suas necessidades básicas atendidas, o funcionário começa a sentir uma vontade de crescer, sob o ponto de vista de auto-realização, expressão e conhecimento, colaborando com o engrandecimento de si e da empresa. Nestes termos, se apóia a estrutura da qualidade total.

É muito importante que o funcionário melhore a qualidade das operações, das rotinas e das tarefas no seu local de trabalho e possa com isso colaborar, de modo seguro, para a melhoria e a manutenção dos resultados de cada trabalho.

A inteligência está distribuída entre as pessoas independentemente de classe social, econômica ou cultural. É através dessa inteligência natural, que as pessoas procuram uma forma ética e ordenada de expressá-la e demonstrá-la no dia-a-dia, nos trabalhos para seu próprio beneficio e no da empresa.

Toda empresa deve procurar contribuir para o melhoramento e o desenvolvimento do potencial das pessoas, desenvolver um saudável e seguro ambiente de trabalho, melhorar e manter os índices de produtividade, desenvolver o espírito de equipe e o sentimento de união.

Paulo Wilton
Trabalha com Planejamento de Consultoria, Marketing Político e Empresarial 

Compartilhe!