Compartilhe!
 (Foto: Reprodução instagram)

(Foto: Reprodução instagram)

Faleceu na madrugada desta segunda-feira o ex-radialista Wilson Fittipaldi aos 92 anos. Barão, como era conhecido, é pai dos ex-pilotos Emerson e Wilsinho Fittipaldi, e avô de Christian Fittipaldi. De acordo com a assessoria do Hospital Copa D’Or, onde estava internado, ele deu entrada com problemas respiratórios no dia 25 de fevereiro e acabou sendo internado no centro de tratamento intensivo coronariano. O patriarca da família Fittipaldi será enterrado no fim desta tarde no Cemitério da Paz, em Morumbi, SP. A pedido da família, o hospital não divulgou detalhes da causa da morte. Emerson Fittipaldi usou o Instagram para fazer uma homenagem ao pai, que foi o fundador da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

- Muita saudades, meu Pai querido! Obrigado por tudo que você fez para a nossa família  Te amo. Nosso patriarca foi encontrar Deus, Jesus e nossos parentes – escreveu.

Barão foi um dos grandes responsáveis pelos primeiros passos do esporte a motor no Brasil. Fundador da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), apresentador de programas temáticos na TV e o primeiro narrador da modalidade no rádio brasileiro, ele teve na falecida mulher Juze, com quem foi casado por 63 anos, uma grande aliada para despertar nos filhos uma ligação tão forte com o esporte a motor.

Wilson narrou ao vivo o primeiro título de Emerson na F-1

Em 10 de setembro de 1972, Wilson e Emerson protagonizaram um momento inesquecível para a história do automobilismo brasileiro.  Coube a um emocionado locutor da rádio Jovem Pan a honra de transmitir a conquista do primeiro título mundial do então piloto da Lotus, em Monza, na Itália. Imparcial na medida do possível para um pai, o “Barão” quebrou a formalidade ao chamar a mãe do novo campeão para dar um depoimento ao vivo, homenageando o filho que lhes dava tanto orgulho naquele momento.

Fonte: GloboEsporte.com

Compartilhe!